quinta-feira, 14 de julho de 2011

INVERNO, DOENÇAS, ACUPUNTURA.



Como todos pudemos perceber o inverno este ano está rigoroso, com semanas de chuva constante, seguido de um frio que beirava entre 6 e 12 graus, fazendo desse um dos invernos mais intensos na nossa região dos últimos 10 anos. Essa informação não é tirada de nenhum artigo científico ou algo do tipo, mas sim de populares que tem idade e experiência suficiente para fazer seus próprios parâmetros.

Esses “populares”, ou seja, pessoas do nosso dia-a-dia nos reafirmam o que os conhecimentos das áreas da saúde já sabem há milênios, mas que aos poucos está perdendo espaço... A interferência de meios externos, nesse caso específico do frio, em nossa saúde. Obviamente que se uma pessoa possui uma boa saúde, seu sistema imunológico sofrerá pouca alteração, fazendo do inverno e do frio apenas mais uma estação do ano, mas não é o que presenciamos na prática.

O número de pessoas que sofrem de problemas respiratórios aumenta e muito nessa época do ano, assim como problemas tensionais, circulatórios, nos ossos e articulações. Esses problemas, se não forem tratados, podem ser diminuídos quando o inverno termina, mas se forem sistematicamente ignorados poderão se tornar algo crônico, algo cumulativo que ao longo dos anos se fortalece, fazendo de nosso próprio corpo um calvário.

A acupuntura é uma das técnicas mais antigas de manutenção de saúde que se tem conhecimento, assim como outros tratamentos holísticos, ou seja, que vê o ser humano como um todo que não se separa, ela busca equilibrar aspectos de nossa constituição que possam estar causando sofrimento. Como dissemos anteriormente, um corpo saudável não sofre com o frio, pois tem subsídios para enfrenta-lo sem maiores esforços, já o corpo debilitado está sujeito às doenças que estão o tempo todo invadindo nosso organismo. A acupuntura serve então neste caso como uma forma de manter esse equilíbrio imunológico, fortalecendo nossas bases fisiológicas e mentais para enfrentar as mudanças externas da melhor forma possível assim como diminuindo a dor.

Obviamente uma pessoa que busca se alimentar bem, praticar exercícios e fizer exames médicos regularmente responderá muito melhor ao tratamento. Isso acontece pois a Acupuntura parte de um princípio básico de que se trabalha para que haja a manutenção da saúde e não somente o tratamento de doenças. O foco do profissional de acupuntura é manter a saúde e melhorar a qualidade de vida, algo que é visto com estranheza por muitos hoje em dia, o que eu particularmente considero um retrocesso já que, como diziam os antigos, o melhor é prevenir do que remediar.

Saulo Henrique Ferreira

Psicólogo e Acupunturista CRP-12/08387

9637-0447 – 4105-0393

Email: saulohen@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário